Fogo de Proença-a-Nova com cerca de 90% do perímetro dominado

Luís Belo Costa acrescentou que o incêndio tem um perímetro “muito grande”, com cerca de 60 quilómetros, e que “carece de muita atenção”.

O fogo que deflagrou em Proença-a-Nova, no distrito de Castelo Branco, no domingo, está com cerca de 90% do perímetro dominado e os trabalhos de combate “decorrem muito favoravelmente”, disse hoje a Proteção Civil.

Luís Belo Costa, Comandante Operacional de Agrupamento Distrital do Centro Sul e Comandante das Operações de Socorro, disse na conferência de imprensa realizada no posto de comando, em Sobreira Formosa, no concelho de Proença-a-Nova, que o incêndio “terá cerca de 90% do seu perímetro todo dominado”, faltando dominar 10 por cento, onde estão atualmente os meios “a trabalhar” e a extinguir os focos existentes.

“Os trabalhos decorrem muito favoravelmente. Eu diria que a situação está muito favorável. Ainda não podemos dar o incêndio como dominado, porque ainda temos pequenos pontos quentes que carecem de uma atenção e de um trabalho muito dedicado, que não nos permitem ainda dar a situação como incêndio dominado”, afirmou.

O responsável explicou que “não há propriamente nenhuma frente com as chamas ativas”.

“Estamos, neste momento, a fazer todo um reconhecimento rigoroso a todo o perímetro, com operações de consolidação e ainda de ataque direto a pequenos pontos quentes, como eu disse”, rematou o comandante.

Luís Belo Costa acrescentou que o incêndio tem um perímetro “muito grande”, com cerca de 60 quilómetros, e que “carece de muita atenção”.

“Vai ser um dia de intenso trabalho, nestes pontos quentes muito fragmentados em todo o perímetro de incêndio, sendo que os setores que ficaram em condições mais favoráveis e onde ainda estão a ser feitos trabalhos de consolidação e de extinção são os setores mais a norte do incêndio, todos eles no concelho de Oleiros”, vaticina.

O incêndio de Proença-a-Nova, que deflagrou no domingo à tarde alastrou aos concelhos de Oleiros e Castelo Branco.

De acordo com o comandante Luís Belo Costa, pelas 09:00 o combate às chamas envolvia 1.020 operacionais, 338 veículos e quatro meios aéreos, sendo um helicóptero de coordenação).



Conteúdo Recomendado