Festival CineEco apresenta curtas-metragens no Fórum Mundial da Água

Nos dias do Fórum serão exibidas 17 curtas [metragens] internacionais, que já estiveram em competição na edição de 2017 do festival de Seia, e 15 curtas [metragens] portuguesas.

O festival CineEco de Seia vai apresentar uma mostra de curtas-metragens sobre a temática da água, no 8.º Fórum Mundial da Água, a realizar em Brasília, no Brasil, entre 18 e 24 de março, foi hoje anunciado.

Na mostra, realizada no âmbito de uma parceria estabelecida entre o Município de Seia, através do CineEco – Festival Internacional de Cinema Ambiental da Serra da Estrela, e o Projeto “Rumo a Brasília”, de que é Comissário Nacional Jaime Melo Batista, serão apresentadas 15 curtas-metragens portuguesas.

O CineEco é o único festival de cinema realizado em Portugal dedicado à temática ambiental, que se realiza anualmente em Seia, no distrito da Guarda, de forma ininterrupta, desde 1995, por iniciativa do município local.

“Nos dias do Fórum serão exibidas 17 curtas [metragens] internacionais, que já estiveram em competição na edição de 2017 do festival de Seia, e 15 curtas [metragens] portuguesas, de até cinco minutos, estas últimas resultantes da abertura de inscrições para o efeito”, refere a organização em nota hoje enviada à agência Lusa.

Segundo a fonte, “ao todo inscreveram-se perto de três dezenas de curtas [metragens] portuguesas, tendo a organização selecionado 15 e atribuído um prémio de 250 euros ao filme ‘A Última Gota’, de Tony Correia, de Seia”.

‘A Última Gota’ tem a duração de dois minutos e meio e “conta a história de um menino com um sonho de transformar uma natureza destruída, onde a água é o elemento primordial de toda a vida em redor”, adianta a nota.

Foi ainda atribuída uma menção honrosa à película de quatro minutos ‘O Centro de Portugal’, de Ruben Alves, que “conta histórias de crianças e a forma como estas coexistem no centro de Portugal”.

A fonte refere que a participação no 8.º Fórum Mundial da Água é “mais uma oportunidade de afirmação do CineEco, único festival de cinema em Portugal dedicado à temática do ambiente e que conta com o alto patrocínio da Presidência da República e do departamento de Ambiente das Nações Unidas”.

O Pavilhão de Portugal, com mais de 200 metros quadrados, terá uma sala para pequenas palestras e projeções diárias de curtas-metragens apresentadas pelo CineEco, cujo programa está em elaboração.

Em Brasília, o diretor do CineEco, Mário Branquinho, coordenará as exibições e será simultaneamente um dos membros do júri de um festival de curtas sobre a Água, organizado pelo Filmambiente.

O Fórum Mundial da Água, organizado a cada três anos, desde 1997, pelo Conselho Mundial da Água e pelo país anfitrião, este ano o Brasil, tornou-se um acontecimento incontornável da agenda internacional.

Considerado “o maior evento dedicado à água a nível global”, irá acolher “cerca de 30.000 pessoas durante uma semana”, segundo a fonte.




Conteúdo Recomendado