Politécnico da Guarda apoia alunos no acesso ao programa StartUP Voucher

O Instituto Politécnico da Guarda (IPG) mostrou-se hoje disponível para apoiar os alunos que tenham interesse em candidatar-se ao programa StartUP Voucher, que visa promover o desenvolvimento de projetos inovadores.

“Contem com o IPG e com a presidência para vos apoiar”, disse hoje o vice-presidente da instituição Carlos Rodrigues, na sessão de abertura de uma sessão de divulgação do StartUP Voucher 2019, realizada no auditório da Escola Superior de Tecnologia e Gestão.

Na ação, que foi dinamizada pelo IAPMEI – Agência para a Competitividade e Inovação, participaram cerca de 70 pessoas, sobretudo alunos e professores do IPG.

No seu discurso, Carlos Rodrigues sublinhou que o IPG apoia “fortemente” este tipo de iniciativa, pois poderá contribuir para a criação de emprego e para a fixação de pessoas naquela região do Interior do país.

Durante a sessão, dois elementos do IAPMEI (José Vale e Sandra Alvim) apresentaram as linhas gerais do programa StartUP Voucher.

Segundo o IAPMEI, desde 2016 que o referido programa já apoiou a criação de “perto de uma centena de empresas” e algumas delas estão “muito bem lançadas” e “vão dar um bom sucesso”.

O IAPMEI divulgou hoje na Guarda o mais recente programa StartUP Voucher 2019, no âmbito de um ‘roadshow’ que percorreu o país e terminou naquela cidade.

Em comunicado enviado à agência Lusa, o IAPMEI refere que o itinerário também percorreu as cidades de Setúbal, Bragança, Tomar e Coimbra.

O StartUP Voucher é uma das medidas da StartUP Portugal – Estratégia Nacional para o Empreendedorismo, que dinamiza o desenvolvimento de projetos empresariais que se encontrem em fase de ideia, promovidos por jovens com idades entre os 18 e os 35 anos, através de diversos instrumentos de apoio disponibilizados ao longo de um período de até 12 meses de preparação do projeto empresarial.

A medida destina-se a projetos que beneficiem as regiões NUT II – Norte, Centro e Alentejo ou NUT II – Lisboa, admitindo-se a realização de ações fora das mesmas desde que beneficiem a economia daquelas regiões, segundo o IAPMEI.

Com uma duração entre quatro a 12 meses, o programa proporciona aos participantes um apoio financeiro, através de bolsas, no valor mensal de 691,70 euros, sendo que, no máximo, poderão ser atribuídas duas bolsas a cada projeto empresarial.

“Nas edições de 2016 e 2018, o programa recebeu um total de 817 candidaturas, das quais 473 foram aprovadas, correspondendo a 809 bolsas para empreendedores”, lê-se na nota.

O StartUp Voucher dispõe ainda de assistência técnica, mentoria e um prémio para a concretização do projeto e constituição da empresa.

As candidaturas ao StartUP Vouher 2019 decorrem em contínuo até novembro de 2020, sendo a próxima ‘cut-off date’ no dia 26 de novembro.

A submissão de candidaturas ao programa é efetuada exclusivamente através de uma plataforma digital que está disponível no ‘site’ do IAPMEI.




Conteúdo Recomendado