Empresa do setor agroalimentar investe 2,5 milhões de euros no Parque Empresarial de Proença-a-Nova

Uma empresa do setor agroalimentar vai instalar-se em Proença-a-Nova e investir, numa primeira fase, 2,5 milhões de euros e criar 15 postos de trabalho.

“O novo investimento vai ser feito na área do agroalimentar, concretamente em hidroponia (técnica de cultivar plantas sem solo), sendo que os investidores são do Dubai”, disse o presidente da Câmara de Proença-a-Nova, João Lobo.

A Pegasus Agriculture Portugal vai ficar instalada no Parque Empresarial de Proença-a-Nova (PEPA) e nesta primeira fase irá investir 2,5 ME e ocupar uma área de dois hectares.

A exploração, numa fase posterior, poderá chegar aos 10 hectares.

“O investimento tem a ver com a produção de hortícolas, sobretudo pimentos e alfaces. São produtos destinados, sobretudo, à exportação, sem descurar também o mercado nacional”, explicou o autarca.

João Lobo adiantou ainda que os trabalhos de preparação vão decorrer ainda este ano e explicou esperar que durante o primeiro semestre de 2017 os pavilhões estejam em fase de conclusão.

“Trata-se de mais um importante investimento para o concelho que vem demonstrar que a estratégia seguida pelo município nos últimos anos está certa”, sustentou.

Segundo o autarca, o investimento da autarquia no PEPA vem demonstrar que foi a “estratégia correta” para captação de investimento para Proença-a-Nova.

O PEPA dispõe de uma área coberta superior a 20.000 metros quadrados, a que se juntam 58 lotes industriais para construção, com áreas que podem variar entre os 700 e os 6.000 metros quadrados.




Conteúdo Recomendado