Dois detidos por crime de incêndio florestal em Trancoso

A GNR anunciou hoje a detenção, em Quinta de Santo António, Freches, concelho de Trancoso, de dois homens de 46 e de 39 anos, um empregado de uma queijaria e outro gestor de um posto de combustíveis, por crime de incêndio florestal.

Segundo fonte do Comando Territorial da GNR da Guarda, os homens “encontravam-se a fazer a queima de sobrantes, cortados e amontoados, tendo perdido o controlo da queima, provocando o incêndio florestal”. O incêndio eclodiu pelas 09h35 numa zona de pinhal e mato rasteiro e cerca das 15 horas era considerado “dominado” pelos bombeiros. Fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) da Guarda disse à agência Lusa que as chamas estavam a ser combatidas por 12 homens e cinco veículos dos bombeiros voluntários de Trancoso. Os detidos vão ser presentes ao tribunal de Trancoso para primeiro interrogatório judicial.



Conteúdo Recomendado