Cultura como motor do desenvolvimento urbano no interior é tema da quarta “Conversa:Guarda2027”

A quarta e última sessão do ciclo de debates “Conversas:Guarda2027” vai discutir a atividade cultural e artística como motor do desenvolvimento urbano no interior.

A sessão presencial realiza-se no dia 10 de dezembro de 2020, às 18h00, no Teatro Municipal da Guarda, de onde é transmitida em livestreaming (www.facebook.com/Guarda2027) para chegar a uma comunidade mais alargada.
Na última sessão deste ciclo de conversas vão ser ainda apresentados os resultados preliminares do inquérito sociológico aos consumos culturais da população dos 17 municípios da Guarda2027 e os contributos recolhidos durante o processo de reflexão promovido por esta iniciativa. Segundo a organização, “estes contributos vão ser importantes para a construção do dossier de candidatura.” O debate é moderado por Sónia Sá e conta com Rui Jacinto, Lara Seixo Rodrigues, Catarina Sales, entre outros.

A organização recorda que “nos debates anteriores, ocorridos no Fundão, Gouveia e Figueira de Castelo Rodrigo (em formato online por causa dos constrangimentos da COVID19) concluiu-se ser fundamental o envolvimento da população para o sucesso da Guarda2027, num território vasto de 17 concelhos onde a paisagem e criação contemporânea são entendidos como fatores de identidade e onde a cultura e a economia têm de caminhar de braço dado.”

O último debate público do ciclo “Conversas:Guarda2027” será precedido pela reflexão de um grupo de agentes culturais da região, onde se incluem Carlos Fernandes (Luz Linar), Osvaldo Ferreira (Orquestra Académica Filarmónica Portuguesa), José Alexandre (ESTE – Fundão), Rui da Eufrázia (Assessor do município de Gouveia), Dario Gonçalves (Centro de Cultura Pedro Álvares de Cabral – Belmonte).



Conteúdo Recomendado