Covid-19. Vacinação de 20 mil GNR e PSP tem início este sábado

A ordem dos elementos a vacinar “foi definida pela Guarda Nacional Republicana e pela Polícia de Segurança Pública, com base em critérios operacionais”.

Serão vacinados “10 mil militares da Guarda Nacional Republicana (GNR) e 10 mil agentes da Polícia de Segurança Pública (PSP) ao longo das próximas três semanas”.


O processo de vacinação dos elementos das Forças de Segurança vai ter início este sábado, informou hoje o Ministério da Administração Interna (MAI) em comunicado enviado às redações. Serão vacinados “10 mil militares da Guarda Nacional Republicana (GNR) e 10 mil agentes da Polícia de Segurança Pública (PSP) ao longo das próximas três semanas”.

A ordem dos elementos a vacinar “foi definida pela Guarda Nacional Republicana e pela Polícia de Segurança Pública, com base em critérios operacionais”.

Assim, foi dada prioridade a “militares e agentes na linha da frente e mais expostos aos riscos do Coronavírus – e também critérios de saúde – com prioridade a elementos que sofrem das comorbilidades/patologias listadas pela Direção Geral de Saúde”.

A tutela de Eduardo Cabrita sublinha ainda que, “como exemplo de coordenação entre GNR e PSP, e de forma a aliviar a pressão sobre os serviços de saúde na região de Lisboa e Vale do Tejo”, foi “montado um centro de vacinação conjunto para os guardas e polícias desta área”.

O centro funcionará nas instalações do Quartel de Conde de Lippe, na Ajuda, “com seis elementos do Centro Clínico da GNR e três elementos da Cruz Vermelha Portuguesa por cada turno de vacinação”. Já a vacinação dos militares e agentes das outras regiões do país “será efetuada nos centros de saúde”.

Dos 10 mil militares que vão receber a vacina, 715 são do Comando de Lisboa, 723 de Setúbal, 1.086 do Porto, 373 de Viana do Castelo, 709 de Braga, 473 de Vila Real, 380 de Bragança, 535 de Coimbra, 842 de Aveiro, 646 de Viseu, 395 da Guarda, 579 de Leiria, 637 de Santarém, 401 de Portalegre, 426 de Castelo Branco, 408 de Évora, 427 de Beja e 745 de Faro.



Conteúdo Recomendado