Covid-19: Taxa de ocupação nos cuidados intensivos é de 57%

A atual taxa de ocupação nas unidades de cuidados intensivos em Portugal é de 57%, revelou hoje o Governo, a propósito da luta contra a covid-19, e implica uma subida ligeira face aos 54% de há uma semana.

“Neste momento, Portugal regista uma taxa de ocupação em unidades de cuidados intensivos de 57%”, avançou António Lacerda Sales, secretário de Estado da Saúde, durante a conferência de imprensa diária no Ministério da Saúde sobre a evolução da pandemia no país.

Há uma semana, a taxa de ocupação nos cuidados intensivos era de 54%, pelo que houve um aumento ligeiro neste indicador.

“É, naturalmente, muito importante conseguir que o Serviço Nacional de Saúde (SNS) continue a dar resposta às necessidades”, assinalou o governante, realçando que, “para isso, é importante o empenho de todos”.

E acrescentou: “Salvar vidas é uma missão de cada um de nós”.

Ao mesmo tempo, sublinhou, “os serviços estão a preparar os seus planos para que a resposta fora da covid continue a acontecer”, vincando que este é “um trabalho contínuo, que está a ser feito num trajeto duplo pelas instituições de saúde”, adequando a recuperação da atividade assistencial, seja de consultas, cirurgias e exames, a cada situação específica, a par da batalha contra o novo coronavírus.

“Estamos convencidos de que, também aqui, o SNS será capaz de dar um sinal da sua resposta e da sua força”, rematou.

Portugal contabiliza 928 mortos associados à covid-19 em 24.027 casos confirmados de infeção, segundo o boletim diário da Direção-Geral da Saúde (DGS) sobre a pandemia.

Relativamente ao dia anterior, há mais 25 mortos (+2,8%) e mais 163 casos de infeção (+0,7%).

Das pessoas infetadas, 995 estão hospitalizadas, das quais 176 em unidades de cuidados intensivos, e o número de casos recuperados passou 1.329 para 1.357.

Portugal cumpre o terceiro período de 15 dias de estado de emergência, iniciado em 19 de março, e o Governo já anunciou a proibição de deslocações entre concelhos no fim de semana prolongado de 01 a 03 de maio.



Conteúdo Recomendado