Covid-19: Município de Gouveia cria Rede de Voluntários

O objetivo é ajudar os mais vulneráveis do concelho durante a pandemia causada pela covid-19.

Segundo a autarquia presidida por Luís Tadeu, a Rede de Voluntários surge no âmbito do Plano de Contingência do Covid-19 e é dirigida a todos aqueles que “queiram colaborar e prestar apoio em várias áreas”.

Com a medida, o município pretende “criar uma bolsa de voluntariado de ajuda e auxílio aos mais vulneráveis, tendo como principais pressupostos a solidariedade e cidadania”.

“Num momento em que todos precisamos de todos”, a autarquia de Gouveia, na Serra da Estrela, apela que todos aqueles que queiram colaborar se inscrevam através do endereço de correio eletrónico apoio.covid@cm-gouveia.pt.

As pessoas interessadas em integrar o projeto de voluntariado de Gouveia devem enviar os seguintes dados: nome, data de nascimento, morada, contacto telefónico e indicações sobre a Freguesia onde podem ajudar, as tarefas que podem desempenhar e a disponibilidade (dias da semana e horário).

“Mediante as necessidades, os voluntários serão encaminhados de acordo com as suas características e competências”, indica o município de Gouveia em comunicado hoje enviado à agência Lusa.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou mais de 791 mil pessoas em todo o mundo, das quais morreram mais de 38 mil.

Depois de surgir na China, em dezembro de 2019, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

Em Portugal, segundo o balanço feito hoje pela Direção-Geral da Saúde, registaram-se 160 mortes, mais 20 do que na véspera (+14,3%), e 7.443 casos de infeções confirmadas, o que representa um aumento de 1.035 em relação a segunda-feira (+16,1%).

Dos infetados, 627 estão internados, 188 dos quais em unidades de cuidados intensivos, e há 43 doentes que já recuperaram.

Portugal, onde os primeiros casos confirmados foram registados no dia 02 de março, encontra-se em estado de emergência desde as 00:00 de 19 de março e até às 23h59 de 02 de abril.

Além disso, o Governo declarou no dia 17 o estado de calamidade pública para o concelho de Ovar.



Conteúdo Recomendado