Covid-19: Centro “Mensagem de Fátima” doa 100 mil euros à ULS da Guarda para ventiladores

O Centro Social Paroquial “Mensagem de Fátima” de Pínzio apoia 40 idosos, estando 36 em Estrutura Residencial Para Idosos e 4 em Centro de Dia

A direção do Centro Social Paroquial “Mensagem de Fátima” de Pínzio, no concelho de Pinhel, aprovou por unanimidade a atribuição de 100 mil euros para a Unidade Local de Saúde (ULS) da Guarda adquirir cinco ventiladores.

O presidente da direção, padre António Carlos Gonçalves, disse hoje à agência Lusa que a deliberação foi tomada no dia 23 de março e de “imediato transmitida” a Isabel Coelho, presidente do Conselho de Administração da ULS da Guarda.

Os membros dos órgãos sociais do Centro Social Paroquial “Mensagem de Fátima” de Pínzio aprovaram a oferta dos 100 mil euros “por unanimidade, via SMS”, e decidiram que a quantia seria entregue à ULS da Guarda “quando chegassem os ventiladores”, o que ainda não se verificou, indicou o responsável.

Quanto aos motivos do donativo, explicou que “foram de ordem espiritual e de solidariedade sem qualquer contrapartida, isto é, ‘viver o Evangelho servindo a pessoa e a sociedade'”.

“Se, eventualmente, não for necessário adquirir ventiladores, nós mantemos a nossa doação institucional, porque quando fazemos uma dádiva para salvar vidas, não estamos a olhar se é este ou aquele objeto que é o mais ou o menos necessário. Na altura, foi o mais oportuno, porque era aquilo que se estava a precisar”, referiu o dirigente.

O Centro Social Paroquial “Mensagem de Fátima” de Pínzio apoia 40 idosos, estando 36 em Estrutura Residencial Para Idosos (ERPI) e quatro em Centro de Dia (beneficiários do Serviço de Apoio Domiciliário).

Já depois da data da deliberação da direção daquela instituição de apoio a idosos do concelho de Pinhel, surgiram alguns casos de doentes e funcionários infetados pelo coronavírus.

Neste momento, segundo o presidente da direção, “está tudo regulado e está tudo a funcionar normalmente”.

“Genericamente, estão todos bem. Neste momento, estão uns curados e outros em situação de estabilidade. E alguns casos que tinham dado positivo, já deram negativo nos testes”, acrescentou, sublinhando que a instituição mantém “a disciplina própria que a situação” exige.

Os funcionários têm equipamentos de proteção individual e os utentes que têm sintomas da doença covid-19 estão em áreas de isolamento.

O responsável agradece às autoridades que apoiaram a instituição, como a ULS/Guarda, o delegado de Saúde da Guarda, médicos e profissionais de saúde, o município de Pinhel, o Núcleo Distrital de Segurança Social e a Cruz Vermelha, tendo esta última entidade disponibilizado cinco voluntários para ajudar nas tarefas diárias.

O padre António Carlos Gonçalves faz uma “homenagem pública de profissionalismo e de excelência” à diretora técnica e funcionárias, aos familiares, “que foram compreensivos com a situação e aos idosos que foram resilientes” e, também, “à gente anónima e àqueles que ofereceram a sua oração pela instituição”.

A nível global, segundo um balanço da AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 200 mil mortos e infetou mais de 2,7 milhões de pessoas em 193 países e territórios.

Portugal contabiliza 854 mortos associados à covid-19 em 22.797 casos confirmados de infeção, segundo o boletim diário da Direção-Geral da Saúde (DGS) sobre a pandemia.



Conteúdo Recomendado