Ciclo “12 em Rede – Aldeias em Festa” anima Aldeias Históricas até dezembro

As aldeias históricas vão ter animação entre abril e dezembro, no âmbito do ciclo “12 em Rede – Aldeias em Festa”, promovido pela Associação de Desenvolvimento Turístico Aldeias Históricas de Portugal, foi hoje anunciado.

A associação refere em comunicado enviado à agência Lusa que “serão nove meses de grande animação” que “levarão milhares de visitantes” às 12 Aldeias Históricas de Portugal.

Segundo a fonte, “depois do sucesso do ano passado”, as aldeias históricas, localizadas no centro do país, vão voltar a receber o ciclo “12 em Rede – Aldeias em Festa”, com um formato que “promete muitas novidades e ainda mais animação”.

“Música, gastronomia, animação de rua, História e estórias, oficinas e muita, muita festa são os traços comuns que vão ligar as 12 aldeias, cada uma com a sua personalidade característica e singular, mas que em conjunto oferecem experiências únicas” aos visitantes.

O programa de cada localidade, que começa no Piódão, a 21 e 22 de abril, tem a duração mínima de dois dias e “contará com a participação ativa da comunidade em que acontece, em estreita colaboração com artistas profissionais”.

“São 12 eventos, onde os participantes serão convidados a serem residentes temporários. Será também dado um foco especial à especificidade dos produtos distintivos das aldeias”, acrescenta a nota.

Segundo a associação das Aldeias Históricas de Portugal, como ponto de partida da iniciativa “12 em Rede – Aldeias em Festa” está “sempre algo que pertence à memória coletiva de cada aldeia”.

“Tanto pode ser uma personagem, uma lenda ou um conto tradicional, como um acontecimento histórico ou um elemento patrimonial. As histórias e estórias das Aldeias Históricas de Portugal vão sair dos livros e do imaginário da comunidade”, adianta.

A fonte assegura que “são símbolos distintivos e únicos, intimamente ligados a cada aldeia, que se transformam em programas com múltiplos pontos de interesse, capazes de criar recordações inesquecíveis nos habitantes” e em quem as visita.

A festa começa no Piódão, nos dias 21 e 22 de abril, e acaba em Belmonte, em dezembro.

O programa de animação a realizar em Piódão tem por tema central “Estrada Real: A Longa Caminhada”.

A organização explica que o evento “recorda as dificuldades que sentiam os comerciantes medievais que, em carros de bois, transportavam produtos entre Coimbra e a Covilhã, num percurso pela Serra do Açor que tinha tanto de agreste e perigoso como de encantador”.

Depois do Piódão, o ciclo prosseguirá com eventos em Almeida (18 e 19 de maio), Sortelha (01 e 02 de junho), Linhares da Beira (13 a 15 de julho), Marialva (20 e 22 de julho), Castelo Novo (27 a 29 de julho), Castelo Rodrigo (31 de agosto e 01 de setembro), Castelo Mendo (14 e 15 de setembro), Trancoso (05 a 07 de outubro), Idanha-a-Velha (01 e 04 de novembro), Monsanto (09 e 11 de novembro) e Belmonte (7 a 9 de dezembro).




Conteúdo Recomendado