Câmara de Almeida reparou troço da EN16 que serve de alternativa à A25

A Câmara Municipal de Almeida investiu cerca de 800 mil euros nas obras de requalificação de um troço da Estrada Nacional (EN) 16, que serve de alternativa à autoestrada A25 (Aveiro/Vilar Formoso). 

Segundo o presidente do município, António José Machado (PSD), a intervenção no troço compreendido entre a zona do Alto de Leomil e a ponte do rio Côa, com cerca de 8,5 quilómetros de extensão, incluiu, entre outros benefícios, a colocação de um novo piso e de raides de proteção.

A EN 16 passou há cerca de dez anos para a jurisdição da Câmara Municipal de Almeida, no distrito da Guarda, que agora realizou um investimento considerado “avultado” para uma autarquia “com parcos recursos”, de acordo com o responsável.

António José Machado disse que a estrada é uma via alternativa à autoestrada A25, que possui portagens, mas atualmente “não é tão utilizada como no momento da crise de 2011, quando começou a ser muito utilizada por muitos [veículos] pesados”, o que aumentou a degradação do seu piso.

“Essa utilização tem vindo a diminuir. A questão da crise e das portagens provocou exatamente que o tráfego [rodoviário] tivesse aumentado. Neste momento, o tráfego tem vindo a diminuir, principalmente de viaturas pesadas, porque o troço também é sinuoso”, justificou.

O autarca explicou ainda que antes da realização desta obra, o município de Almeida já tinha intervencionado os troços da EN 16 entre Vilar Formoso e a ponte do rio Coa, e no percurso do Alto do Freixo e os limites dos concelhos de Guarda e de Pinhel.

Com a conclusão das obras de requalificação da EN 16 entre o Alto de Leomil e a ponte do rio Côa, o concelho de Almeida fica com uma rede viária que “apresenta uma qualidade bastante boa, acima da média”.

“Há alguns pequenos troços de estradas de ligação a pequenas freguesias, como é o caso de Jardo, caminhos agrícolas que precisam de algum reforço, mas que estão dentro dos nossos planos”, disse o presidente da Câmara Municipal de Almeida.

António José Machado adiantou que, no futuro, o município pretende manter as estradas do concelho “com qualidade” e “introduzir medidas com vista à melhoria da segurança”, nomeadamente ao nível da pintura e da sinalização.




Conteúdo Recomendado