Câmara da Guarda quer atrair investidores indianos para o concelho

O presidente da Câmara Municipal da Guarda, Álvaro Amaro, ofereceu hoje o Guia do Investidor ao embaixador da Índia em Portugal com o objetivo de atrair potenciais investidores daquele país para o concelho.

“Eu tenho um particular gosto em hoje poder também apresentar ao senhor embaixador da Índia aquilo que são as nossas potencialidades, pedir-lhe que leia com atenção o nosso Guia do Investidor, mas também o nosso roteiro turístico, e dar-lhe conta das nossas riquezas culturais, patrimoniais, mas também poder dizer-lhe que nós queremos ser uma porta aberta para a Europa”, declarou o autarca da Guarda.

Álvaro Amaro (PSD/CDS-PP) falava aos jornalistas após ter recebido, no edifício dos Paços do Concelho, o embaixador da Índia em Portugal, Jitendra Nath Misra.

Com a receção do embaixador, a autarquia da Guarda pretendeu “descortinar as hipóteses de cooperação, seja no domínio cultural, seja também no domínio do desenvolvimento através da criação de oportunidades de negócio”, segundo o autarca.

O presidente da Câmara da Guarda referiu que “já não há fronteiras” e que ter na cidade o mais alto representante da Índia em Portugal é “mais uma oportunidade”, dado que aquele país “tem um nível de desenvolvimento que é conhecido em todo o mundo”.

Dirigindo-se a Jitendra Nath Misra referiu que a sua presença na cidade mais alta do país significa que a Guarda quer “cooperação nos mais variados setores”.

“Nós [o concelho da Guarda] estamos estrategicamente localizados como uma das portas para a Europa, e temos que fazer valer a equidistância entre Lisboa e Madrid, como eu digo, [são] estas mais-valias que a Guarda tem que fazer render”, concluiu.

O embaixador da Índia em Portugal disse na receção que teve na Câmara da Guarda que era a segunda vez que visitava a cidade, tendo já ali estado por ocasião das comemorações do dia 10 de Junho de 2014.

Jitendra Nath Misra destacou depois a importância de o seu país estreitar laços de cooperação com Portugal e disse que existe entre os dois países uma cooperação económica “importante”.

Referiu ainda que pretende “promover laços nos negócios, na cultura e na educação” e também “dar a conhecer mais a Índia em Portugal e na Guarda”.

Com a visita de hoje, visou conhecer as oportunidades existentes “para desenvolver os laços de negócios” e saber “que outros negócios na região” podem ser importantes para os investidores indianos, explicou.

O responsável também propôs a realização, na Guarda, de um evento cultural com a participação de cantores e dançarinos da Índia e convidou Álvaro Amaro a participar num seminário de âmbito nacional, sobre a Índia e Portugal, a realizar no final do ano.




Conteúdo Recomendado