Antonieta Garcia apresenta hoje “Ana dos Rios na Inquisição – Um livro e a fogueira” na BMEL

A sessão de apresentação do livro acontece hoje, às 18 horas, Biblioteca Municipal Eduardo Lourenço, na Guarda.

Antonieta Garcia apresenta hoje o seu livro intitulado “Ana dos Rios na Inquisição – Um livro e a fogueira” na Biblioteca Municipal Eduardo Lourenço (BMEL), às 18 horas.


“Na Beira, no século XVIII, a Inquisição não perdia de vista famílias cristãs-novas. A protagonista desta história é Ana dos Rios, uma covilhanense, que possuía, lia e divulgava um livro sobre o método de celebrar festas judaicas. Proibido, de acordo com as leis da época, o livro é o fio da trama que os inquisidores torcem e enredam, em múltiplas sessões de interrogatórios, na Sala do Tormento… Alguns dos intervenientes nesta trama eram oriundos de Espanha e residiam na Covilhã, na Guarda, no Fundão, Teixoso, Belmonte… As vidas cruzaram-se e, entre gente da nação, entre cristãos novos nasceram amizades, cumplicidades que a partilha da Lei de Moisés favorecia. Na Beira, o povo da Aliança ansiava pelo regresso à Terra Prometida. Nas preces soava o desejo: Para o ano que vem, em Jerusalém…”.

Sobre a escritora

Maria Antonieta Garcia nasceu em 1945, no Fundão. É licenciada em Filologia Românica pela Faculdade de Letras da Universidade Clássica de Lisboa; Mestre em Literatura e Cultura Portuguesas pela Universidade Nova de Lisboa e doutorada em Sociologia da Cultura pela mesma universidade. Foi professora na Universidade da Beira Interior e hoje está aposentada. Colaborou em inúmeras revistas e livros coletivos e atualmente tem uma coluna no jornal do Fundão intitulada “E Assim Se Fazem as Coisas”. É membro da Associação Portuguesa de Estudos Judaicos e da Associação Portuguesa de Estudos do séc. XVIII, assim como do Instituto Mediterrâneo.




Conteúdo Recomendado