Tribunal proíbe detido por violência doméstica de entrar no concelho do Sabugal

No decorrer de uma busca domiciliária, a GNR apreendeu uma caçadeira e uma arma de ar comprimido, que estavam na posse do suspeito.

Um homem de 37 anos, detido pela GNR, por violência doméstica, está proibido pelo tribunal de entrar no concelho do Sabugal, onde a vítima reside.

Segundo o Comando Territorial da GNR da Guarda, o homem foi detido na quinta-feira, no concelho do Sabugal, distrito da Guarda, no âmbito de uma investigação por violência doméstica.

A mesma fonte refere que a investigação “decorria há duas semanas” e os militares “apuraram que o suspeito exercia violência física e psicológica, sobre a sua companheira, de 37 anos, tendo sido dado cumprimento a um mandado de detenção”.

No decorrer de uma busca domiciliária, a GNR apreendeu uma caçadeira e uma arma de ar comprimido, que estavam na posse do suspeito.

O homem, com antecedentes criminais pelo crime de incêndio florestal, foi hoje presente ao Tribunal Judicial da Guarda, que lhe aplicou as medidas de coação de “não poder entrar no concelho onde a vítima reside, bem como de não a poder contactar, por qualquer meio”.



Conteúdo Recomendado