Solar na Aldeia Histórica de Sortelha vai ser classificado

A Direção-Geral do Património Cultural (DGPC) abriu um procedimento de classificação do Solar Correia da Costa, na Aldeia Histórica de Sortelha, no concelho do Sabugal, distrito da Guarda, segundo um anúncio publicado hoje em Diário da República.

De acordo com o documento, a abertura do procedimento de classificação do Solar Correia da Costa, também designado por Solar de Nossa Senhora da Conceição, inclui a capela e o património móvel integrado.

“O bem em vias de classificação e os imóveis localizados na zona geral de proteção (50 metros contados a partir dos seus limites externos) ficam abrangidos pelas disposições legais em vigor”, refere o anúncio da DGPC.

O imóvel em vias de classificação, que pertenceu até ao século XIX à família Correia da Costa, situa-se no Largo de Santo António, na freguesia de Sortelha.

Segundo a Direção Regional de Cultura do Centro (DRCC), a construção inicial do edifício remontará ao século XV, tendo sido objeto de reconstrução no século XVII e de alterações e de ampliação no século XVIII.

A fonte refere no parecer de abertura do processo que o solar “integra-se tipologicamente na arquitetura maneirista e barroca, já com decoração interior rococó”.

A sua capela possui um retábulo de talha dourada e policromada e os tetos inteiramente revestidos de quadros a óleo, no total de 23 telas representando santos e cenas da vida de Jesus Cristo.

“Possui também pinturas murais, a fresco, enquadrando as duas portas, de acesso ao interior e ao exterior, simulando molduras decoradas por conchas, folhas de acanto, jarrões e sanefa”, acrescenta.

No parecer da DRCC lê-se que a casa solarenga “apresenta substancial valor em termos patrimoniais, tratando-se, sem dúvida, de um testemunho valioso para a história, a arte e a cultura locais, da faixa raiana da Beira Alta”.

“Considera-se que o seu valor patrimonial justifica plenamente a eventual classificação com um grau de valor nacional na categoria de monumento de interesse público”, finaliza a DRCC.

O vereador Amadeu Neves, com os pelouros da Cultura e do Turismo na autarquia do Sabugal, disse à agência Lusa que o pedido de classificação do Solar Correia da Costa partiu da iniciativa do proprietário do imóvel.

Segundo o autarca, a iniciativa “é importante” para a Aldeia Histórica de Sortelha e para o concelho do Sabugal.

Os elementos relevantes do processo (fundamentação, despacho, planta do bem em vias de classificação e da respetiva zona geral de proteção) estão disponíveis nas páginas eletrónicas da Direção-Geral do Património Cultural (www.patrimoniocultural.gov.pt), da DRCC (www.culturacentro.gov.pt) e da Câmara Municipal do Sabugal (www.cm-sabugal.pt).



Conteúdo Recomendado