Exames de condução e código podem vir a ser vigiados por câmaras

A proposta surge como resposta ao combate à corrupção.

Os veículos das escolas de condução vão passar a ter câmaras de vídeo durante os exames de código, segundo um projeto apresentado ao Governo e ao Instituto Mobilidade e Transportes (IMT) pela Associação Nacional dos Industriais de Ensino de Condução Automóvel (ANIECA).

O presidente da ANIECA, Fernando Santos, explicou que implementação de um projeto da escola de Engenharia da Universidade do Minho concebido para monitorizar os exames com câmaras de vídeo dentro dos carros, avança o Jornal de Notícias.

“Apresentámos o projeto ao secretário de Estado dos Transportes, Sérgio Monteiro, que gostou da ideia, e de seguida ao Instituto, que ficou de o desenvolver”, indicou o responsável à mesma publicação.

Este sistema seria objetivo, porque permitiria controlar a forma como o aluno guia e, em simultâneo superar eventuais objeções da Comissão Nacional de Proteção de Dados. “Com este sistema a decisão será tomada quer pelo examinador quer, pelo visionamento da prova, a cargo de uma outra equipa”, acrescentou.

A associação tem já na sua posse os equipamentos de gravação, mas aguarda uma posição do Governo.



Conteúdo Recomendado