Marcelo Rebelo de Sousa homenageou Pinharanda Gomes

A cerimónia de homenagem realizou-se esta segunda-feira, dia 7 de outubro, no Salão Nobre do Palácio da Independência, em Lisboa.

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, presidiu no Palácio da Independência, em Lisboa, à sessão de homenagem “Pinharanda Gomes, Celebração dos 80 anos” organizada pelo Instituto de Filosofia Luso-Brasileiro, a Sociedade Histórica da Independência de Portugal, o MIL-Movimento Internacional Lusófono, a Fundação Lusíada e a Nova Águia.

O filósofo, historiador e escritor Jesué Pinharanda Gomes, foi condecorado, a título póstumo, com o grau de Comendador da Ordem de Sant’Iago da Espada, sendo a condecoração recebida pela viúva, Judite da Conceição Santos.

A cerimónia decorreu esta segunda-feira, dia 7 de outubro, dia em que o filósofo natural de Quadrazais, no concelho do Sabugal, completaria 80 anos de idade. Na ocasião foi também apresentado o livro «Álvaro Ribeiro, Mestre da Arte de Filosofar» da autoria de Pinharanda Gomes. Ao longo da tarde, o ensaísta foi recordado pelos presentes, com testemunhos de António Braz Teixeira, Abel Lacerda Botelho, Annabela Rita, António Cândido Franco, António Leite da Costa, Elísio Gala, Joaquim Domingues, Jorge Teixeira da Cunha, José Almeida, José Eduardo Franco, José Esteves Pereira, Luís Lóia, Manuel Cândido Pimentel, Maria de Lourdes Sirgado Ganho, Miguel Real, Paulo Samuel, Pedro Vistas, Renato Epifânio, Rui Lopo e Samuel Dimas. Também Judite da Conceição Santos recordou alguns momentos de uma longa vida em comum com o filósofo, através de um pequeno discurso lido por Norberto Manso, da Câmara Municipal do Sabugal.

De seguida, Marcelo Rebelo de Sousa, proferiu algumas palavras e, no final da sua intervenção, entregou as insígnias de Comendador da Ordem de Sant’Iago da Espada à viúva do homenageado, Judite da Conceição Santos.

Na cerimónia marcaram presença António Robalo, presidente da Câmara Municipal do Sabugal, Manuel Meirinho, presidente da Assembleia Municipal do Sabugal, Norberto Manso, da Câmara Municipal do Sabugal, e Delfina Leal, ex-vice-presidente da autarquia sabugalense.

No final da cerimónia foi cantado o Hino Nacional.




Conteúdo Recomendado