Jumbo é o mais barato no regresso às aulas segundo a Deco

O Jumbo é onde se encontram os preços de material escolar mais baixos, logo seguido dos surpermercados Continente, de acordo com a pesquisa da Deco neste regresso às aulas, que acaba de ser publicada no site da organização de defesa do consumidor.

Mas se for usado um cartão de descontos ou de fidelização, os lugares no pódio podem mudar, com o Pingo Doce a assumir a liderança.

A Deco pesquisou os preços nas várias campanhas de regresso às aulas, visitando 60 supermercados e híper, de 19 a 30 de agosto, em Aveiro, Braga, Coimbra, Faro, Lisboa, Porto e Setúbal, além de nove lojas online. E depois de ter tansformado os preços de 91 produtos escolares em índices, concluiu que o Jumbo volta este ano a ser o local mais barato, tendo obtido o índice 100.

Esta posição de liderança pode no entanto facilmente alterar-se se a compra for feita com um cartão de cliente. E, diz a Deco, que neste caso a fatura no Pingo Doce sai 27% mais barata do que no Jumbo, conseguindo-se uma poupança de 33 euros, já que por cada 15 euros em compras de material escolar incluído no estudo o cartão dá um desconto de 5 euros.

Já no caso do cartão Continente, que permite uma redução de 10% do valor gasto em cartão, a despesa fica 9% mais barata do que no Jumbo nas lojas Continente e 5% mais baixa nos supermercados Continente Modelo.

Para quem não tem cartão de cliente, a Deco não encontrou grandes diferenças de preços entre as cadeias da grande distribuição. No cabaz de compras do estudo, com um custo médio de 120 euros, a poupança no Jumbo é de apenas sete euros face ao que pagaria no Pingo Doce, mas pode chegar aos 28 euros face ao El Corte Inglés.

O estudo incidiu ainda sobre nove lojas na Net, onde se incluíram as lojas online dos híper e supermercados da amostra e algumas das lojas nacionais mais pesquisadas no Google. Mas concluiu que fazer as compras nas lojas físicas sai 3% a 7% mais barato se a fatura online incluir portes de envio.



Conteúdo Recomendado