Idanha-a-Nova encerrou a fronteira de Segura e Salvaterra do Extremo

Até 15 de abril apenas serão permitidas deslocações de transporte de mercadorias, trabalhadores transfronteiriços e elementos do corpo diplomático e de saúde.

A Câmara Municipal de Idanha-a-Nova procedeu ao encerramento da fronteira de Segura e do acesso a Espanha por Salvaterra do Extremo, a pedido das forças de segurança locais e do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) refere um comunicado da autarquia.


Acrescentando que “está a prestar às autoridades todo o apoio possível, logístico e material, para cumprimento da sua importante missão, em prol da saúde pública de toda a população”.


Recorde-se que, atendendo à situação epidemiológica do novo Coronavírus, foram estabelecidos nove pontos de passagem autorizados na fronteira terrestre, entre os quais Termas de Monfortinho, entroncamento da N 239 com a N 240, em Termas de Monfortinho, bem como Vilar Formoso.


Até 15 de abril apenas serão permitidas deslocações de transporte de mercadorias, trabalhadores transfronteiriços e elementos do corpo diplomático e da área da saúde na fronteira terrestre.




Conteúdo Recomendado