Guarda celebra Dia Internacional dos Direitos Humanos

O Município da Guarda associa-se ao Observatório Internacional de Direitos Humanos (OIDH) na comemoração do Dia Internacional dos Direitos Humanos 2019, no próximo dia 10 de dezembro, às 18h00, na Sé da Guarda.

Este ano, a celebração de amplitude mundial centraliza-se na cidade mais alta e tem como organizadores para além da Câmara Municipal da Guarda, a Diocese da Guarda e a Direção Regional de Cultura da Região Centro.

Como atrás referido, as comemorações terão lugar na Catedral da Guarda com um encontro inter-religioso (18h00), no qual participará a Associação de Estudantes dos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa – Guarda (AEPALOP). Seguindo-se uma atuação do Grupo Coral Pedras Vivas, pelas 19h00.

Na altura, será feita pelo Observatório Internacional de Direitos Humanos a entrega de um título que classifica a Sé da Guarda de Lugar de Paz, Fé e Cultura, à semelhança do Convento de São Salvador, localizado na cidade de Jerusalém. Este reconhecimento público pelo OIDH insere-se numa corrente solidária, à escala planetária, pela paz mundial.

Neste âmbito, o Observatório Internacional de Direitos Humanos fará chegar um exemplar do referido título ao papa Francisco, à Biblioteca Apostólica Vaticana e à Organização das Nações Unidas (ONU).

A data de comemoração do Dia Internacional dos Direitos Humanos foi escolhida para honrar o dia em que a Assembleia Geral das Nações Unidas proclamou, a 10 de dezembro de 1948, a Declaração Universal dos Direitos do Homem. Declaração assinada por 58 estados e que teve como objetivo promover a paz e a preservação da humanidade após os conflitos da 2ª Guerra Mundial que vitimaram milhões de pessoas.


A data visa também homenagear o empenho e dedicação de todos os cidadãos defensores dos direitos humanos e colocar um ponto final a todos os tipos de discriminação, promovendo a igualdade entre todos os cidadãos.
O dia 10 de dezembro é também marcado pela entrega do Prémio Nobel da Paz.




Conteúdo Recomendado