Desemprego aumenta para 12,2% no quarto trimestre de 2015

Tendência dos últimos meses do ano foi negativa na comparação com o terceiro trimestre. Variação face ao ano anterior foi, ainda assim, positiva.

Más notícias para os portugueses: nos últimos três meses do ano passado, o desemprego em Portugal piorou cerca de 0,3 pontos percentuais face ao trimestre anterior, uma variação negativa semelhante à registada na população empregada.

Os dados divulgados hoje pelo Instituto Nacional de Estatística mostram também um aumento do número total de desempregados em portugal, que passou dos 618.800 portugueses para os 633.900 no final de 2015. O crescimento de 2,4% no número de cidadãos elegíveis sem emprego foi particularmente grave para os homens, que acabaram por ser os mais afetados pelo final das relações laborais entre outubro e dezembro do ano passado.

Olhando para os números do ano inteiro, o desemprego em 2015 ficou numa média de 12,4%, um valor que significa uma queda de 1,5 pontos percentuais face aos valores finais de 2014. O número total de desempregados caiu ainda mais, com uma variação homóloga de 11%.

No que toca ao número de portugueses com trabalho, a variação face ao terceiro trimestre anterior foi igualmente negativa, com uma queda de 0,3 pontos percentuais a refletir na totalidade o aumento do desemprego. O INE calcula que no final de 2015 existissem 4,561 milhões de portugueses empregados, um número inferior ao do terceiro trimestre mas que reflete uma subida de 1,6% em relação ao final de 2014.




Conteúdo Recomendado