Covid-19: Biblioteca Municipal da Guarda reabre na quinta-feira com uso obrigatório de máscara

A Biblioteca Municipal Eduardo Lourenço (BMEL) da Guarda vai reabrir ao público na quinta-feira, com uso obrigatório de máscara de proteção, foi hoje anunciado.

Segundo a Câmara Municipal da Guarda, presidida por Carlos Chaves Monteiro, a reabertura da BMEL surge no seguimento do Plano de Desconfinamento aprovado em Conselho de Ministros, no dia 30 de abril, no âmbito do combate à pandemia da covid-19.

A autarquia refere em comunicado publicado hoje na sua página oficial do Facebook que a BMEL vai funcionar de segunda a sexta-feira das 09h00 às 12h30 e das 14h00 às 17h30.

“A lotação das salas é de 20 leitores e o uso de máscara ou viseira é obrigatório dentro do edifício”, indica a fonte.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 251 mil mortos e infetou quase 3,6 milhões de pessoas em 195 países e territórios.

Portugal contabiliza 1.074 mortos associados à covid-19 em 25.702 casos confirmados de infeção, segundo o último boletim diário da Direção-Geral da Saúde (DGS) sobre a pandemia.

Relativamente ao dia anterior, há mais 11 mortos (+1%) e mais 178 casos de infeção (+0,7%).

Das pessoas infetadas, 818 estão hospitalizadas, das quais 134 em unidades de cuidados intensivos, e o número de casos recuperados passou de 1.712 para 1743.

Portugal entrou no domingo em situação de calamidade, depois de três períodos consecutivos em estado de emergência desde 19 de março.

Esta nova fase de combate à covid-19 prevê o confinamento obrigatório para pessoas doentes e em vigilância ativa, o dever geral de recolhimento domiciliário e o uso obrigatório de máscaras ou viseiras em transportes públicos, serviços de atendimento ao público, escolas e estabelecimentos comerciais.




Conteúdo Recomendado