Assinado contrato de modernização do troço ferroviário Celorico da Beira – Guarda

A intervenção naquele troço da Linha da Beira Alta é desenvolvida no âmbito do programa Ferrovia2020 para a expansão e modernização da Rede Ferroviária Nacional.

A Infraestruturas de Portugal (IP) anunciou ontem que assinou o contrato para execução da empreitada de modernização do troço da Linha da Beira Alta, entre Celorico da Beira e Guarda, pelo valor de 53.112.000,00 euros.

Segundo a IP, o contrato foi celebrado na sexta-feira com o consórcio CONDURIL – Engenharia, S.A./Somafel – Engenharia e Obras Ferroviárias, S.A./Teixeira Duarte – Engenharia e Construções, S.A. e o mesmo “será agora remetido para o Tribunal de Contas para a obtenção do necessário Visto Prévio”.

A intervenção naquele troço da Linha da Beira Alta é desenvolvida no âmbito do programa Ferrovia2020 para a expansão e modernização da Rede Ferroviária Nacional, comparticipado pela União Europeia.

A IP refere em comunicado que a empreitada “consiste na renovação integral da superestrutura de via, num troço com cerca de 46 quilómetros”.

Prevê ainda o alteamento, alargamento e prolongamento das plataformas nas estações de Celorico da Beira, Pinhel, Vila Franca das Naves e Guarda, “por forma a promover a melhoria das condições de mobilidade dos utilizadores no acesso ao transporte ferroviário”.

“Será igualmente realizada a alteração do ‘layout’ (configuração das linhas) nestas estações, de forma a permitir a circulação de comboios de 750 metros de comprimento, otimizando as condições de exploração através, não só, do aumento da capacidade para os comboios de mercadorias, dos atuais com 500 metros de comprimentos para 750 metros, mas também um aumento do número de circulações”, explica a empresa na nota enviada à agência Lusa.

No âmbito da mesma empreitada serão também realizados trabalhos de supressão das passagens de nível de Celorico Gare e de Baraçal, no concelho de Celorico da Beira.

“Como alternativas de atravessamento, será realizada a construção dos respetivos desnivelamentos e restabelecimentos, que garantem melhores condições de segurança para os utilizadores”, especifica a fonte.

A Empreitada do Troço Celorico da Beira – Guarda integra a Ação 2015-PT-TM-0395-M – Ligação Ferroviária Aveiro-Vilar Formoso no Corredor Atlântico: Linha da Beira Alta (Pampilhosa-Vilar Formoso), aprovada ao abrigo do programa CEF (Mecanismo Interligar a Europa) com uma taxa de cofinanciamento de 85%.



Conteúdo Recomendado