Andrea Molesini participa no próximo Ciclo de Conferências Internacionais “A Europa dos Escritores”

“A Europa e a guerra na literatura. De Homero à atualidade” é o próximo tema a ser debatido no Ciclo de Conferências Internacionais.

A Câmara da Guarda, através da Biblioteca Municipal Eduardo Lourenço e a Comissão Executiva da Candidatura da Guarda a Capital Europeia da Cultura 2027 promovem no próximo dia 8 de novembro, mais uma conferência no âmbito do Ciclo de Conferências Internacionais – “A Europa dos Escritores”.

Esta conferência dedicada à temática “A Europa e a guerra na literatura. De Homero à atualidade” realiza-se no pequeno auditório do Teatro Municipal da Guarda, às 17h30, tendo como orador o romancista, poeta, ensaísta e professor italiano Andrea Molesini. O último Ciclo de Conferências realiza-se no dia 18 de dezembro subordinada ao tema “Fernando Pessoa e a Europa”, por Maria Irene Ramalho.

O Ciclo de Conferências Internacionais “A Europa dos Escritores” conta com o apoio do Centro de Literaturas e Culturas Lusófonas e Europeias da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa e a coordenação científica de Jorge Augusto Maximino.

Para mais informações contactar a Câmara Municipal da Guarda através do número +351 271 220 200 ou através do endereço eletrónico geral@mun-guarda.pt.

Sobre Andrea Molesini

Andrea Molesini vive em Veneza, onde nasceu. Ensinou Literaturas Comparadas na Universidade de Pádua. Da sua obra ensaística destacam-se On That Invisible Line. Five Lectures, (Venezia, Cafoscarina, 2006) e L’occhio rapace. Interventi critici (Venezia,2009), tendo publicado também um volume de crítica sobre a literatura da Shoà: Nero latte dell’alba. Publicou alguns livros de recepção infanto-juvenil, com grande sucesso, e alguns livros de poesia como Storia del ritorno (1997 ) e 39 poesie (2004).

Principais prémios recebidos: em 1990, Quando ai veneziani crebbe la coda Premio Andersen; em 1999, Premio Andersen alla carriera; 2007, Dal diario del tradurre di Andrea Molesini: Premio Monselice per la traduzione letteraria; 2011, Non tutti i bastardi sono di Vienna: Premio Campiello e Super- Campiello, Premio Comisso, Premio Latisana per il Nord Est e Premio Città di Cuneo per il primo romanzo.

Em maio de 2013, a Sellerio publicou o seu segundo romance, La primavera del lupo; em 2014, Presage, a que se seguiram La solitudine dell’assassino (Milano, Rizzoli,2016) e Dove un’ombra sconsolata mi cerca (Sellerio, 2019).




Conteúdo Recomendado