Turismo de Portugal investe em nova campanha de promoção do país

A campanha já está no ar desde o início deste mês e prolonga-se durante 2020, estimando-se um “investimento total de cerca de 200 mil euros”, pode ler-se em comunicado.

A Universidade de Coimbra, a Arte Rupestre do Vale do Côa, a Dieta Mediterrânica, a Paisagem Vínica da Ilha do Pico, o Mosteiro da Batalha, a Paisagem Cultural de Sintra, o Centro Histórico de Évora, Floresta Laurissilva da Madeira e o Alto Douro Vinhateiro fazem parte de uma lista, recentemente enriquecida pelos Caretos de Podence, dos locais e bens classificados pela UNESCO como Património Mundial (material e imaterial) e servem de cenário à nova campanha de promoção do Turismo de Portugal.

Num comunicado enviado à imprensa, o Turismo de Portugal refere que o objetivo é que “sejam as pessoas a criar os conteúdos desta campanha, partilhando as suas histórias nas redes sociais” e, nessa medida, “o seu património vivido através de fotografias relacionadas com os sítios classificados pela UNESCO como Património da Humanidade”. Pretende-se assim “mobilizar os portugueses e os estrangeiros na cocriação de conteúdos sobre o destino Portugal”, reforçando o “envolvimento das pessoas com o país e criando o movimento #HeritageToShare”.

A abordagem conceptual da campanha está ancorada em plataformas digitais, com destaque para o Instagram, e incorpora funcionalidades inovadoras através do uso do som que proporciona um ambiente intimista e emocional às histórias sobre o nosso Património. Todos podem concorrer partilhando uma fotografia com a sua história e habilitar-se a um prémio-experiência “Heritage for One Day”, em Portugal, que inclui uma viagem de ida e volta para uma pessoa, estadia de duas noites e uma experiência a definir. A campanha já está no ar desde o início deste mês e prolonga-se durante 2020, estimando-se um “investimento total de cerca de 200 mil euros”, pode ler-se no mesmo comunicado.

Para a secretária de Estado do Turismo, Rita Marques “este é um convite para que todos, portugueses e estrangeiros, partilhem o nosso património, as suas histórias e as emoções vividas nestes locais. Com esta campanha, além da divulgação e valorização do património mundial existente no nosso país, estamos igualmente a concretizar alguns dos objetivos da Estratégia Turismo 2027, levando o turismo a todo o território e ao longo de todo o ano”. A declaração foi feita durante a apresentação da campanha, que decorreu no âmbito das comemorações do 21.º aniversário da inscrição do Douro Vinhateiro e da Arte Rupestre do Vale do Côa na lista do Património Mundial UNESCO, no Museu do Côa.

Para o Turismo de Portugal, o património material e imaterial, é cada vez mais um fator de valorização dos territórios e, consequentemente, da experiência turística. Ao desenvolver iniciativas de promoção do país sustentadas em conteúdos de elevado valor histórico, cultural e patrimonial, a entidade procura “atrair públicos mais qualificados e com capacidade de estadas mais prolongadas no país, em consonância com o definido na Estratégia Turismo 2027”.




Conteúdo Recomendado