Região Centro participa na Semana Europeia das Regiões

O Ecomare da Universidade de Aveiro é o único finalista português e um forte candidato aos Prémios Regiostars 2019.

A Direcção-Geral da Política Regional e Urbana (DG REGIO) da Comissão Europeia e o Comité das Regiões (CoR) organizam a Semana Europeia das Regiões e dos Municípios, em Bruxelas, de 7 a 10 de outubro.

O Ecomare – Laboratório para a Inovação e Sustentabilidade dos Recursos Biológicos Marinhos da Universidade de Aveiro – é o único projeto português finalista dos Prémios Regiostars 2019, um concurso promovido pela Comissão Europeia, que premeia projetos financiados pelos fundos europeus, demonstradores de excelência e de novas abordagens no âmbito do desenvolvimento regional, explica fonte da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro (CCDRC). OS vencedores são anunciados esta quarta-feira, dia 9.

O ECOMARE, cofinanciado pelo Programa Centro 2020 com 4,1 milhões de euros, é um centro de investigação e transferência de tecnologia dedicado às questões do Mar. Trata-se de uma infraestrutura que funciona como um hospital de reabilitação de animais marinhos, que conta com a colaboração da Sociedade Portuguesa de Vida Selvagem (SPVS) e do Oceanário de Lisboa.

Segundo uma nota da CCDRC, a região Centro de Portugal participa também em sessões temáticas relevantes para a região, com a apresentação de projetos promovidos diretamente pela Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro ou em articulação com outras entidades regionais. As temáticas a abordar centram-se na economia circular, compras públicas, estratégias de desenvolvimento das pequenas cidades, internacionalização do sistema de investigação e inovação e importância da formação no setor automóvel.

De acordo com Ana Abrunhosa, presidente da CCDRC, “é extremamente importante a participação da região Centro”, uma vez que “é o momento certo para sensibilizar a Comissão Europeia para as insuficiências nos apoios comunitários ou para a disparidade nas regras entre os fundos geridos diretamente pela Comissão Europeia e os geridos pelos países”.

Ana Abrunhosa acrescenta ainda que “é com muito orgulho que, pelo quarto ano consecutivo, a região Centro de Portugal tem projetos finalistas nos Prémios Regiostars, o que mostra a qualidade e inovação dos projetos aprovados, bem como a boa aplicação dos fundos europeus na região Centro”.




Conteúdo Recomendado