Importações voltam a crescer mais do que as exportações

O crescimento das exportações portuguesas no trimestre terminado em julho rondou 1,5% ao mesmo tempo que as importações aumentaram 4,9%.

Este comportamento das trocas com o exterior fez com que o défice da balança comercial tenha subido 527 milhões de euros, segundo revelam os dados publicados esta segunda-feira pelo Instituto Nacional de Estatística (INE). De maio a julho deste ano, Portugal vendeu ao exterior bens no valor de 12,73 mil milhões de euros mas comprou 15,42 mil milhões de euros. Estes valores traduzem uma degradação de 2,7 pontos percentuais na taxa de cobertura das compras pelas vendas, face ao mesmo período de 2013.

A análise ao comportamento das trocas comerciais com o exterior apenas durante o mês de julho revela, por seu lado, que as exportações perderam fôlego naquele mês tendo crescido apenas 1,3% em termos homólogos, quando no mês anterior tinham aumentado 7,2%.

Esta subida das exportações deve quase exclusivamente, segundo o INE, à evolução registada no comércio com os países da União Europeia, e está sobretudo relacionada com o comportamento das vendas de veículos e material de transporte e de calçado.



Conteúdo Recomendado