Feira Nacional de Agricultura recebeu 200 mil pessoas

Terminou ontem a edição 2014 da Feira Nacional da Agricultura (FNA), que foi “a maior de sempre” realizada no espaço do Centro Nacional de Exposições (CNEMA), em Santarém, apesar do contexto de crise.

Luís Mira, administrador do CNEMA e secretário-geral da Confederação dos Agricultores de Portugal (CAP), disse, em conferência de imprensa de balanço do certame, que a declaração política de confiança dada ao setor agrícola pelos inúmeros responsáveis políticos que passaram pela feira constituiu um dos factos mais importantes da edição deste ano da FNA.

Luís Mira realçou a grande participação do setor e a afluência do público numa feira que, além de maior em área e em número de expositores (650), melhorou em termos da organização e de “pontos de interesse” e recebeu, em todos os nove dias, visitas dos mais altos responsáveis políticos e de todos os líderes partidários.

Para o administrador do CNEMA, a forte presença política na feira mostra a atenção dada a um setor que, mesmo em período de crise, “se comporta exatamente ao contrário”.

Luís Mira sublinhou o facto “inédito” de a FNA ter recebido a visita simultânea das ministras da Agricultura de Portugal e de Espanha, de ter tido, num dia, a visita do primeiro-ministro, do vice-primeiro-ministro, da ministra da Agricultura e de três secretários de Estado, de vários outros ministros (Economia, Emprego e Segurança Social) e secretários de Estado e dos líderes partidários dos principais partidos políticos portugueses, o que considerou “extremamente importante na comunicação das políticas” para a agricultura.

“A receção dada pelo setor a todos eles é irrepreensível”, afirmou, referindo o facto de todos os políticos que visitaram a feira terem sido recebidos com cordialidade nos “tempos conturbados” que se vivem.




Conteúdo Recomendado