Eurodeputado do PCP defende uso do cardo no fabrico de queijo Serra da Estrela

O eurodeputado do PCP João Ferreira questionou a Comissão Europeia (CE) se a aplicação do Regulamento nº 1332/2008 do Parlamento Europeu e do Conselho, de 16 de dezembro de 2008, poderá, «de alguma forma», inviabilizar a utilização da flor de cardo na produção de queijo Serra da Estrela DOP.

Sobretudo, se a CE está disposta a propor «as necessárias alterações» a este regulamento em caso afirmativo. Num requerimento divulgado esta semana pelo partido, o parlamentar recorda que a flor de cardo é um “ingrediente” no fabrico daquela iguaria e que, além da função coagulante, possui «outras valências identitárias para a obtenção de queijos artesanais que se pautam pela tradição e tipicidade, que não poderá ser replicada pela simples adição de enzimas alimentares de forma individualizada e estereotipada».

João Ferreira refere mesmo que produtores e associações receiam que «uma interpretação e implementação abusivas deste regulamento imponham ao queijo Serra da Estrela a aplicação de extratos e formulações já desenvolvidos para outros alimentos que não correspondam aos critérios de exigência dos produtores e consumidores».




Conteúdo Recomendado