Bruno Pernadas no Café Concerto do Teatro Municipal da Guarda

https://scontent.flis5-1.fna.fbcdn.net/v/t1.0-9/14705798_924850620978783_9129470594110432670_n.jpg?oh=f0bd84059c9d1dbb90e6f5fcc077d05f&oe=59CAC76D

Apesar da sua juventude, é um dos mais talentosos e multifacetados músicos portugueses da nova geração e pode ser apreciado na próxima quinta-feira, dia 6 de julho, a partir das 22 horas. A entrada é livre.

Motivado pela constante procura de uma sonoridade que combina diversos estilos, timbres e relações harmónicas, este novo projeto do músico Bruno Pernadas pretende reinventar uma linguagem musical em que a estrutura possibilita a total liberdade na diversidade rítmica, emotiva e interpretativa de cada elemento do grupo. A abordagem tem como base diversos estilos, tais como, música improvisada, jazz, rock e música erudita.

Na conjunção destes estilos procura-se aquilo que se assume como identitário de cada um, combinando as diferentes linguagens harmónicas, rítmicas e texturais. Fazendo uso de uníssonos, contraponto, alternâncias de andamento, atonalismo, improvisação livre, improvisação estrutural, procura-se desenvolver novas formas de comunicação através de processos não convencionais da música mainstream ocidental. “Worst Summer Ever” é a visão de Bruno Pernadas de um jazz transmutado, inovador e repleto de contrastantes texturas.




Conteúdo Recomendado