BE da Guarda exige melhores instalações para a Repartição de Finanças

O Bloco de Esquerda (BE) da Guarda iniciou hoje uma campanha por melhores instalações para os trabalhadores e para os contribuintes da Repartição de Finanças daquela cidade, considerando que as atuais são “insuficientes”.

“Qualquer pessoa que passe aqui nesta rotunda [junto das instalações, na Avenida Monsenhor Mendes do Carmo], antes das 09:00, assiste a uma fila de espera no exterior”, referiu Bruno Andrade, deputado municipal na Guarda eleito pelo BE.

Em sua opinião, devia ser realizada “uma mudança radical”, substituindo o atual local de funcionamento da repartição por outro “que tivesse condições para os contribuintes e para os funcionários”.

Bruno Andrade disse em conferência de imprensa realizada junto das instalações da Repartição de Finanças da cidade mais alta do país que as atuais “são insuficientes” e “não têm capacidade” para acolher todos os contribuintes que serve.

O deputado do BE solicita ao Ministério das Finanças que encontre outro local, sugerindo mesmo a mudança para o edifício da Direção de Finanças, no centro da cidade, que é de maior dimensão, possui “condições” e é servido pela proximidade do parque de estacionamento do Teatro Municipal.

Marco Loureiro, coordenador distrital do BE, também presente no encontro com os jornalistas, lembrou que o partido fez aprovar, em 2015 e em 2016, duas moções na Assembleia Municipal da Guarda a exigir melhores condições para os serviços locais da Autoridade Tributária e Aduaneira.

Contou que, sobretudo entre os meses de janeiro e de maio, os contribuintes fazem fila no exterior da Repartição de Finanças e “só não só vê quem não quer” a situação que ali acontece, mesmo em dias de chuva e de frio.

Já no interior das instalações, segundo o BE, “há cerca de uma dezena de lugares sentados, obrigando os restantes contribuintes a ficar horas a fio de pé”.

Marco Loureiro adiantou que o BE vai contactar o seu grupo parlamentar na Assembleia da República e que fará “a devida pressão positiva para que este problema seja resolvido de uma vez por todas”.

O BE da Guarda colocou hoje duas tarjas em frente das instalações da Repartição de Finanças com a mensagem “Contribuintes exigem mais e melhores condições” e vai também instalar cerca de uma centena de pendões nos postes de iluminação situados junto daquele edifício e das instalações da Direção Distrital de Finanças.




Conteúdo Recomendado