Zonas turísticas de Castelo Branco com wi-fi gratuito

A Câmara de Castelo Branco investiu 54 mil euros na implementação de um projeto de rede ‘wi-fi’ gratuita de alta qualidade em zonas de interesse turístico da cidade.

“Queremos proporcionar aos nossos visitantes experiências únicas e com esta rede o utilizador é convidado a conhecer os principais espaços de interesse turístico da cidade”, refere o presidente da Câmara de Castelo Branco, Luís Correia.
O autarca adianta que a implantação desta rede surge na sequência da estratégia da autarquia na área do turismo.

A Câmara procedeu à implementação da rede ‘wi-fi’ em zonas de interesse turístico da cidade, nomeadamente no Centro Histórico e Centro Cívico da Cidade, onde se encontram a maior parte dos elementos patrimoniais, com destaque para o Jardim do Paço Episcopal, o Museu Cargaleiro, Museu Francisco Tavares Proença Júnior e Centro de Cultura Contemporânea.

A intervenção é complementada com a disponibilização de uma ferramenta de ‘software’ para monitorização de fluxos turísticos baseada nos acessos à rede ‘wi-fi’.

“Com esta ferramenta, é possível identificar os primeiros visitantes da cidade, bem como o motivo da visita. Com o acesso à rede é ainda possível obter informação acerca dos equipamentos turísticos mais próximos, permitindo a correlação entre o número de visitas entre os vários espaços turísticos visitados”, lê-se na nota.

O projeto prevê a disponibilização gratuita de acesso ‘wi-fi’ pelo período de três anos, sendo o custo total de 54 mil euros.




Conteúdo Recomendado