Volta a Portugal: 4ª etapa começa na Guarda e termina na Torre

A partida real para a quarta etapa é dada às 13h10, com o pelotão da edição especial da prova portuguesa a sair da Guarda.

O ciclista português Amaro Antunes (W52-FC Porto) sobe hoje à Torre, tendo nos mais de 20 quilómetros de ascensão até ao ponto mais alto de Portugal Continental o maior desafio à sua liderança na Volta a Portugal.

A partida real para a quarta etapa é dada às 13h10, com o pelotão da edição especial da prova portuguesa a sair da Guarda, cidade mais alta de Portugal, para os 148 quilómetros da curta, mas intensa, ligação à Torre.

Após passarem nas duas primeiras metas volantes da quarta etapa, em Celorico da Beira (24,2) e em Gouveia (51,6), os 94 corredores enfrentam a primeira dificuldade do dia, a escalada de segunda categoria, de 18,1 quilómetros, até às Penhas Douradas, situada ao quilómetro 72,5.

O prémio de montanha de terceira categoria de Sarzedo (111) antecede a meta volante da Covilhã (127,7), instalada apenas 100 metros antes do início dos 20,2 quilómetros da subida à Torre, com passagem pelas Penhas da Saúde.

A meta, coincidente com um prémio de montanha de categoria especial, será alcançada pela vertente que muitos consideram a mais exigente da Serra da Estrela, com o primeiro na etapa a ser esperado por volta das 17h20, num dia em que as temperaturas no ponto mais alto de Portugal continental (1.993 metros) rondarão os cinco graus Celsius.

Amaro Antunes tem apenas 13 segundos de vantagem para o segundo classificado, Frederico Figueiredo (Atum General-Tavira-Maria Nova Hotel), com o espanhol Gustavo Veloso (W52-FC Porto) a ocupar o terceiro posto da geral, a 01.13 minutos.

Pode ver em Direto AQUI.



Conteúdo Recomendado