UBI vai ter centro de excelência

http://static.panoramio.com

O governo já garantiu apoio ao projeto, na área das tecnologias, que resulta de um desafio lançado pelo ministro adjunto e do desenvolvimento regional às universidades do interior do país.

“Eu fiz um desafio às universidades do interior de apostarem e selecionarem duas ou três áreas de excelência, que tinham o meu compromisso de estruturarmos os fundos para apoiarmos essas áreas que tivessem relação com o território onde estão instaladas. As universidades do interior não podem querer reproduzir o modelo das grandes universidades que temos em Lisboa ou no Porto, têm de ser universidades que têm de apostar na excelência mas com seletividade, apostando em dois ou três sectores que tenham relação com os territórios onde estão inseridos”. As Universidades já escolheram os seus projetos: a universidade de Trás os Montes escolheu a enologia, a Universidade da Beira Interior decidiu-se pelas novas tecnologias “no caso da UBI, há uma aposta grande em matéria de tecnologia, há o centro da PT mas também já há outras empresas tecnológicas que estão aí a apostar, e portanto a própria universidade decidiu essa como uma área de excelência que quer apostar em matéria de relação de engenharia com as tecnologias de informação e comunicação mas também na área da saúde em relação com as novas tecnologias, e o que nós assumimos, em compromisso com a universidade, é de pensar em conjunto como é que vamos conseguir apoiar esse projeto”, Declarações de Miguel Poiares Maduro esta quarta-feira no concelho de Arronches (Portalegre), onde participou numa conferência subordinada ao tema ‘Recuperar o interior’, promovida pelo BES e pelo jornal Expresso. A presença do Data Center na Covilhã não foi alheia à escolha da Universidade da Beira Interior, como explica o reitor, António Fidalgo “o data center é uma estrutura única em Portugal, não vai haver um segundo, há ali muitas competências a desenvolver e o propósito da universidade é de criar um centro de excelência na área da computação em nuvem (cloud computing)”. O projeto terá diversas fontes de financiamento, nomeadamente no próximo quadro comunitário, mas os montantes envolvidos ainda não estão apurados.



Conteúdo Recomendado