UBI recebe mais de 2,5 milhões do programa Mais Centro

http://static.panoramio.com

A Universidade da Beira Interior vai receber mais de dois milhões e meio de euros, no âmbito da candidatura de sete projectos ao programa Mais Centro. Saúde, Engenharias e Comunicação são as três áreas que vão beneficiar do Programa Operacional Regional do Centro.

O financiamento vai contemplar os projetos FAB LAB (laboratório de fabricação), Recursos Educativos Digitais, Renovação de Infraestruturas do Centro de Investigação em Ciências da Saúde, SEGAL – Space & Earth Geodetic Analysis Laboratory, Centro Clínico e Experimental em Ciências da Visão, Centro de Competência em Qualidade de Processos de Engenharia de Software, Validação e Verificação de Software e, por último, Laboratório de Sistemas Electromecatrónicos. O Vice-Reitor, Mário Raposo, não esconde a satisfação de ver aprovadas as candidaturas e acrescenta que estes projectos “fazem parte da política e da estratégia da universidade definida pela actual reitoria no sentido de continuar a apoiar a investigação e um ensino de excelência na universidade”. A candidatura, agora aprovada, insere-se no eixo prioritário 1 – Competitividade, Inovação e Conhecimento, um dos cinco eixos prioritários do Mais Centro, ao abrigo do regulamento específico “Sistema de apoio a infraestruturas científicas e tecnológicas”, que visa o reforço da competitividade, da inovação e do conhecimento na Região. São objetivos específicos deste Eixo a promoção do empreendedorismo, da inovação e da competitividade nas pequenas empresas, o desenvolvimento da sociedade do conhecimento, a dinamização do sistema científico e tecnológico, a promoção do ordenamento e qualificação de espaços de localização empresarial e de transferência de tecnologia e a promoção de energias renováveis. Trata-se do Eixo de maior dimensão financeira do programa, dispondo de uma dotação que representa um pouco mais de 33% do orçamento total.




Conteúdo Recomendado