UBI e IPG juntos no Orçamento Participativo de Portugal

A proposta pretende criar um conjunto de ações que aperfeiçoem a integração da comunidade de estudantes estrangeiros das duas instituições de Ensino Superior, que atualmente ronda as 1.700 pessoas e cuja tendência dos últimos anos faz prever que continue a aumentar. O trabalho a desenvolver, dirigido a estes alunos, mas que envolve também o elevado […]

A proposta pretende criar um conjunto de ações que aperfeiçoem a integração da comunidade de estudantes estrangeiros das duas instituições de Ensino Superior, que atualmente ronda as 1.700 pessoas e cuja tendência dos últimos anos faz prever que continue a aumentar. O trabalho a desenvolver, dirigido a estes alunos, mas que envolve também o elevado número de portugueses provenientes de outras regiões, destina-se a responder ao desafio de “criar práticas de integração multicultural positiva com ações em torno da cultura, do voluntariado e do desporto; de observar e registar os processos dessa integração; de construir, enquanto incubadora, um efeito multiplicador de práticas exemplares positivas; e de preservar a memória desses eventos através de publicações”, de acordo com a apresentação do projeto.

Os seis proponentes do “Cultivar, cativar e incluir” – da UBI, Anabela Gradim, Joaquim Paulo Serra, João Canavilhas e João Carlos Correia e, do IPG, José Carlos Alexandre, Regina Gouveia e Vítor Amaral –, apresentam ações concretas a realizar, divididas em três eixos: No primeiro, a criação de uma agenda em atualização constante com as ações em curso nos dois distritos, aptas a receber a participação dos estudantes; no segundo, a realização de atividades de cultura, desporto, voluntariado e o congresso “Encontro de Culturas da Beira Interior”, tendo por tema o multiculturalismo; e no terceiro está previsto o registo detalhado das atividades desenvolvidas, nomeadamente, a criação da obra “Ident.Idades”, sobre as experiências e a integração multicultural




Conteúdo Recomendado