Turismo cresce em abril, “mas ainda a grande distância” do nível de 2019

Em comparação com o mês de abril de 2019, “os hóspedes registaram um decréscimo de 80,3% e as dormidas diminuíram 84,2%”.

O setor do alojamento turístico registou 460,0 mil hóspedes e 946,8 mil dormidas em abril de 2021.
Em abril, com o início do período de desconfinamento, verificou-se um “crescimento da atividade turística”, de acordo com os dados divulgados, esta segunda-feira, pelo INE. Porém, a agência sublinha que a atividade do setor está ainda a “grande distância do nível do período homólogo de 2019”.

“O setor do alojamento turístico registou 460,0 mil hóspedes e 946,8 mil dormidas em abril de 2021, correspondendo a variações de 762,6% e 510,8%, respetivamente, relativamente ao mesmo mês de 2020, quando praticamente a atividade turística cessou (-59,6% e -67,1% em março, pela mesma ordem)”, revela o INE.

Em comparação com o mês de abril de 2019, “os hóspedes registaram um decréscimo de 80,3% e as dormidas diminuíram 84,2%”.

As dormidas de residentes aumentaram 517,0% (-20,8% em março) e as de não residentes cresceram 496,5% (-86,7% no mês anterior). Comparando com abril de 2019, observaram-se decréscimos de 60,3% e 93,5%, respetivamente.

Nos primeiros quatro meses do ano, verificou-se uma diminuição de 70,1% das dormidas totais, resultante de variações de -39,0% nos residentes e de -85,6% nos não residentes.

Quase metade dos estabelecimentos de ‘porta fechada’

Em abril deste ano, 47,6% dos estabelecimentos de alojamento turístico estiveram encerrados ou não registaram movimento de hóspedes. Este valor compara, ainda assim, com os 60,4% registados em março.


Conteúdo Recomendado