Torre de Moncorvo acolhe o primeiro Banco de Bens Doados da “Entrajuda”

A Associação para o Apoio a Instituições de Solidariedade Social (Entrajuda) e as Associações de Municípios do Baixo Sabor e do Douro Superior assinaram hoje um protocolo que visa a criação de um banco de bens doados.

Em declarações à agência Lusa, Pedro Castelo Branco, representante da “Entrajuda”, disse que se trata do primeiro mecanismo social do género ligado à “Rede Dar e Receber” a ser formalizados em território nacional, e vai servir sete concelhos dos distritos de Bragança e da Guarda.

“A missão passa por dar respostas sociais às necessidades das pessoas mais carenciadas em bens não alimentares e equipamentos novos ou usados, como computadores ou mobiliário”, especificou.

Segundo os promotores da iniciativa, o novo banco social destina-se à angariação e distribuição de bens e equipamentos doados por particulares, empresas ou entidades, para entrega a pessoas que se encontram em maior risco de exclusão, sujeitas a situações de pobreza.

Este projeto vai permitir, ainda, criar em cada uma das “lojas” da “Rede Dar e Receber” pequenas oficinas de reparações de eletrodomésticos, de mobiliário, de computadores ou costura, tendo em vista a requalificação dos equipamentos, para depois serem entregues a quem deles necessita.

“Com a criação destas pequenas oficinas, vai-se permitir a integração de pessoas que estejam em situação de exclusão social ou desempregadas, dando assim os primeiros passos em direção ao mercado de trabalho”, acrescentou o responsável.

Por seu lado, o presidente das duas associações de municípios, Nuno Gonçalves, destacou que os concelhos abrangidos nesta rede social nacional poderão ter mais oportunidades de ajuda, face à que é fornecida pelas instituições de solidariedade social locais, que, disse, já estão já sobrecarregaras de pedidos de auxilio.

Esta nova entidade ficará sediada em Torre de Moncorvo e vai servir os concelhos abrangidos pelas duas associações de municípios, Alfandega da Fé, Freixo de Espada à Cinta, Macedo de Cavaleiros, Miranda do Douro, Mogadouro, Torre de Moncorvo, no distrito de Bragança e Vila Nova de Foz Côa, no distrito da Guarda.

A breve prazo serão criados outras lojas da ” Rede Dar e Receber em outros pontos do país como Valpaços (Vila Real), Évora, Porto, Matosinhos (Porto), Viseu, Vila do Bispo e Tavira (Faro).




Conteúdo Recomendado