Tinturaria com exposição dedicada à cidade da Covilhã

A Tinturaria, galeria de arte da Covilhã, acolheu a inauguração de uma exposição de arte realizada por pintores exclusivamente covilhanenses, onde se pode ver vários rostos paisagísticos da cidade da Covilhã.

A Tinturaria abriu novamente as suas portas para receber mais uma exposição de arte no passado sábado à tarde. Dentro de todas as normas de segurança e todas as medidas de prevenção, a galeria realizou a exposição no interior do edifício, com emocionantes obras que caracterizam a cidade da Covilhã, o seu passado e o seu presente.

Desta vez expondo apenas pintura e desenho, a exposição acolheu diversos estilos artísticos e modalidades de pintura. A mostra contou com a presença da Vereadora da Cultura, Regina Gouveia, e com o artista musical Renato Folgado, que tocou uma melodia em Piano para acompanhar o serão artístico. A exposição destaca apenas pintores covilhanenses e paisagens da cidade, festejando deste modo o aniversário da Cidade da Covilhã.

Expressões da cidade, é um nome bastante caracterizador da exposição, e como afirma Regina Gouveia, “resulta do facto de as obras expostas serem todos quadros sobre a cidade e haver aqui uma diversidade, de estilos e abordagens técnicas. E esta diversidade levou-nos a pensar que são diferentes expressões, diferentes tipos de expressão e por outro lado são diferentes expressões sobre a cidade, portanto veio daí, expressões da cidade”.

Apesar das alterações drásticas no nosso quotidiano, a exposição, realizou-se dentro de todos os parâmetros e sem dificuldades acrescidas, como afirma a Regina Alexandre, organizadora responsável da exposição. “Em termos de organização não sentimos qualquer dificuldade. O único constrangimento é que efetivamente quando se trata do dia da inauguração e sendo a exposição constituída por artistas maioritariamente covilhanenses há sempre muito mais gente na inauguração. Não sentimos tanta afluência como é nas outras inaugurações que temos habitualmente, mas não houve grande dificuldade, sinceramente não”.

Devido a toda uma nova cultura do online, a exposição prevê avanços também nessa área, estando previsto que possa ser consultada a partir de casa. “Nem toda a gente se sente à vontade devido ao estado de emergência, para vir, não só à inauguração, não sabemos também o que irá acontecer no futuro e, portanto, a intenção é também poder fazê-lo virtualmente”, explicou.

A exposição estará na Tinturaria até dia 31 de dezembro e a entrada é gratuita.



Conteúdo Recomendado