Mulher morre eletrocutada em casa, em Vila Nova de Tazem (Gouveia)

Uma mulher de 58 anos morreu ontem eletrocutada na sua residência em Vila Nova de Tazem, Gouveia, disseram à agência Lusa fontes da Proteção Civil.

Fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) da Guarda disse à Lusa que o alerta para o incidente foi dado às 17h30.

Guilherme Mota, comandante dos bombeiros voluntários de Vila Nova de Tazem – que estiveram no local –, explicou também à Lusa que a mulher terá sido vítima de um curto-circuito, já que na cozinha da sua residência, onde o corpo foi encontrado pelos filhos, estava também, no chão do compartimento, uma varinha mágica e uma torradeira.

Além dos bombeiros, estiveram no local elementos da perícia da GNR e ainda a viatura médica de emergência e reanimação (VMER) da Guarda.




Conteúdo Recomendado