Confraria do Azeite entroniza Ministra da agricultura na Guarda

A Ministra da agricultura vai ser entronizada pela Confraria do azeite que escreve o seu 11.º capítulo na cidade da Guarda no próximo sábado.

A Confraria, com sede no Fundão, organiza já o 12.º capítulo que será no Brasil, em 2016, ano do patrono da confraria, Pedro Álvares Cabral.

Este sábado, para além de Assunção Cristas, são cerca de 20 personalidades que serão entronizadas, entre elas vários produtores da região e do norte do país, o eurodeputado José Inácio Faria, Gabriela César da delegação económica de Macau  e a consultora na área da economia para as relações entre Portugal e China.

Francisco Lino, chanceler da Confraria do Azeite, com sede no Fundão, entende que o setor, na região, ainda tem vários saltos a dar “o mais importante é o da dimensão, ou seja, quando partimos para o mercado nacional temos que ir com uma ideia de Beira Baixa e Beira Alta, quando partimos para o mercado internacional devemos partir com a ideia de Portugal, parece simples mas existem muitos obstáculos: de cultura, de pensamento estratégico até das regiões, e por isso a mensagem que vai ser passada é de afetos, de fraternidade”. Os conceitos que na opinião de Francisco Lino promovem a união que é necessária dos produtores de azeite.

Em vésperas da realização do 11.º capítulo, a Confraria do Azeite pensa já no próximo “nós vamos estar no Brasil, em Porto Alegre, onde mais de 900 pessoas estão mobilizadas para serem confrades da Confraria do Azeite, nós somos iluminados por Pedro Álvares Cabral, o nosso patrono, e depois não esqueçamos que o Brasil é o maior importador de azeite nacional”.



Conteúdo Recomendado