Social-democrata Álvaro Amaro suspende mandato na Câmara da Guarda em abril

O social-democrata Álvaro Amaro anunciou ontem que vai suspender o mandato de presidente da Câmara Municipal da Guarda após o dia 14 de abril, uma vez que concorre nas listas do PSD às eleições europeias de maio.

O autarca disse ontem em conferência de imprensa que o prazo para a entrega das listas no Tribunal terminará no dia 14 de abril e já solicitou à presidente da Assembleia Municipal a marcação da reunião de abril que ocorrerá entre os dias 15 e 17 e na qual formalizará a suspensão do mandato autárquico.

Álvaro Amaro afirmou que é para si “ponto de honra” suspender o mandato “no fim de apresentar as contas do município” do ano de 2018, na reunião da Assembleia Municipal a realizar em abril.

“Farei coincidir, por isso, a minha suspensão do mandato até à posse de deputado [europeu] a partir dessa Assembleia Municipal. Se [a reunião] for a 16, [a suspensão] será a partir de 16 [de abril]”, adiantou.

No encontro com os jornalistas, o autarca e candidato do PSD ao Parlamento Europeu, assinalou que nas funções de eurodeputado continuará “a servir a Guarda” porque servirá Portugal.

Quando se candidatou pela primeira vez à autarquia, em 2013, Álvaro Amaro disse que a Guarda era um “diamante por lapidar”.

Após o trabalho desenvolvido sob a sua liderança, refere que “ninguém é bom juiz em causa própria” e deixa “esse julgamento para os guardenses”.

“Quanto ao resultado final, se o diamante já pode estar exposto numa boa montra e bem guardado ou não, esse é o julgamento que eu deixo, naturalmente, aos guardenses. Mas, se não estiver [lapidado], está, no mínimo, a brilhar muito mais”, afirmou.

Com a saída de Álvaro Amaro da presidência da autarquia da Guarda, a liderança do município passará a ser assumida pelo vice-presidente Carlos Chaves Monteiro.

O social-democrata garante que deixa uma equipa “muito bem preparada” para continuar a liderar os destinos da câmara da cidade mais alta do país.

“Gostaria muito de ser recordado na minha passagem destes seis anos e meio como presidente da Câmara da Guarda, como alguém que soube constituir uma equipa forte, coesa, solidária”, declarou.

Álvaro Amaro é desde 2013 presidente da Câmara Municipal da Guarda, depois de ter exercido idênticas funções em Gouveia, durante 12 anos.

O Conselho Nacional do PSD aprovou ontem, de madrugada, a lista de candidatos ao Parlamento Europeu por 91% de votos a favor, numa votação que decorreu por método secreto, após requerimento do líder do PSD/Lisboa.

Nas europeias de 26 de maio, a lista do PSD será encabeçada pelo eurodeputado Paulo Rangel e terá como ‘número dois’ a líder da juventude do Partido Popular Europeu, Lídia Pereira.

A lista, totalmente paritária, integra como ‘número três’ o atual eurodeputado José Manuel Fernandes, a ex-ministra Graça Carvalho em quarto e o presidente da Câmara da Guarda, Álvaro Amaro, em quinto.

A eurodeputada Cláudia Aguiar, indicada pela Madeira, será a sexta candidata do PSD ao Parlamento Europeu, seguida, no sétimo lugar – já considerado de eleição incerta – pelo atual eurodeputado Carlos Coelho.




Conteúdo Recomendado