SIPE alerta para exclusão de docentes do pré-escolar da transição digital

O alerta foi feito numa carta enviada ao ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, explica o sindicato em comunicado.

O Sindicato Independente de Professores e Educadores (SIPE) alertou ontem para a “incompreensível e injustificável” exclusão dos docentes do pré-escolar do Plano de Ação para a Transição Digital.


O alerta foi feito numa carta enviada ao ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, explica o sindicato em comunicado.


O sindicato recorda que o Plano estipula um conjunto de fases, entre as quais o Programa Nacional de Formação de Professores, para dar competências digitais aos docentes.

O SIPE diz que concorda com o Plano mas acrescenta não haver motivo para não serem incluídos os docentes do pré-escolar no Programa Nacional de Formação de Professores.

“Sendo certo que, em conformidade com o previsto no artigo 1.º do Estatuto da Carreira Docente estes trabalhadores são, igualmente, ´Docentes´, como os demais”, deve “ser-lhes aplicável todas as regras e planos estipulados, sem qualquer discriminação”, diz Júlia Azevedo, presidente do SIPE, na carta enviada ao ministro e citada no comunicado.



Conteúdo Recomendado