Rubis Gás promove “Pedalar por uma Causa” em todas as localidades da chegada da Volta a Portugal

A cidade da Guarda acolheu ontem a iniciativa solidária “Pedalar por uma Causa”, que visa apoiar três instituições, entre elas o Centro Social Paroquial N.ª Sr.ª Assunção, de Vila Nova de Tazem.

Em cada etapa da Volta a Portugal, na localidade da chegada, haverá uma estrutura com bicicletas no espaço Rubis Gás para todos os que queiram participar na iniciativa solidária “Pedalar por uma Causa”, no âmbito do patrocínio da Camisola Verde da Volta a Portugal em Bicicleta. Esta atividade é dirigida a toda a população que queira contribuir para esta causa.

No passado dia 4 de agosto, a Torre, na Serra da Estrela, a população pedalou 290 quilómetros, cujo valor angariado reverterá a favor de três instituições. A cidade da Guarda acolheu ontem, dia 5 de agosto, a 5.ª etapa da Volta a Portugal e também contribui nesta iniciativa.

A organização relembra que cada quilómetro percorrido equivale a cinco euros. No final, serão contabilizados todos os quilómetros percorridos e o valor será repartido por três instituições: a CAPITI, a Associação Portuguesa de Pais e Amigos do Cidadão Deficiente Mental de Lisboa (APPACDM Lisboa) e o Centro Social Paroquial N.ª Sr.ª Assunção.

O “Pedalar por uma Causa”, arrancou dia 31 de julho, em Viseu, Prólogo da Volta a Portugal. Ao todo, já foram pedalados 1283.4 quilómetros.  As bicicletas estão montadas no stand da Rubis Gás, na Feira da Animação das Chegadas, a partir das 14 horas, em cada etapa.

A 81.ª edição da Volta a Portugal começou dia 31 de julho, em Viseu, e termina a 11 de agosto, na Avenida dos Aliados, no Porto, sendo o grande destaque o regresso da prova rainha do ciclismo português à cidade Invicta. Estão inscritos mais de 140 atletas, de 20 equipas, para os 11 dias de competição.




Conteúdo Recomendado