Resiestrela investe um milhão de euros em novos veículos

O sistema multimunicipal de tratamento e valorização de resíduos sólidos urbanos engloba 14 municípios da Beira Interior.

A Resiestrela, sistema multimunicipal de tratamento e valorização de resíduos sólidos urbanos da Cova da Beira, vai investir cerca de um milhão de euros na renovação da frota da empresa que engloba 14 municípios da Beira Interior.

Em comunicado, a Resiestrela explica que vai adquirir um total de oito viaturas, nomeadamente, três camiões para a recolha porta-a-porta de vidro e papel/cartão, duas viaturas ligeiras para a recolha porta-a-porta em comércio e serviços, e três viaturas de recolha de ecopontos com caixa autocompactadora.

“Este é um passo gigante para a renovação da frota, com um aumento do número de viaturas da frota da empresa, por forma a reforçar e melhorar o serviço a todas as populações, otimizar e aumentar o serviço de recolha seletiva, garantindo, deste modo, o correto encaminhamento dos resíduos para reciclagem”, aponta.

Segundo a informação, o investimento é de cerca de um milhão de euros e está integrada numa candidatura financiada pelo Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos (POSEUR).

A Resiestrela tem em sede no Fundão, distrito de Castelo Branco, e é responsável pela concessão do sistema multimunicipal de triagem, recolha seletiva, valorização e tratamento de resíduos sólidos urbanos provenientes de 14 municípios da Beira Interior, designadamente Almeida, Belmonte, Celorico da Beira, Covilhã, Figueira de Castelo Rodrigo, Fornos de Algodres, Fundão, Guarda, Manteigas, Meda, Penamacor, Pinhel, Sabugal e Trancoso.

O sistema serve atualmente uma população de cerca de 194.000 habitantes e uma área de 6.160 quilómetros quadrados.



Conteúdo Recomendado