Reino Unido indica que Azeite pode ser racionado devido à fraca produção no sul europeu

A fraca produção de azeitona no sul da Europa vai ter consequências no preço do azeite e os analistas indicam mesmo que a procura vai ultrapassar largamente a oferta.

Assim, o azeite pode vir a racionado em certos países onde o produto não é tão comum, como no Reino Unido, alertam os especialistas de mercado.

As pragas e o mau tempo foram responsáveis pela diminuição da produção na campanha de 2014/2015 e, desde o início do ano, o preço do azeite já aumentou 30%. De acordo com o Conselho Internacional de Azeite, vai haver menos 783.000 toneladas de azeite resultantes da campanha última campanha, quando comparado com a média dos últimos cinco anos.

As previsões em Espanha, o maior produtor mundial, apontam para uma quebra de 50% na produção de azeite. Em Itália, a produção deverá cair 35%, indica o Daily Mail. Para Portugal estima-se que a quebra se situe nos 32%.

Estes números vão refletir-se na produção global de azeite, com as previsões a apontarem para uma diminuição homóloga de 19%, independentemente de a campanha de 2013/2014 ter sido das mais proveitosas de sempre. Os analistas indicam que este ano a procura deverá ultrapassar largamente a oferta, o que poderá conduzir a uma crise de falta de azeite na Europa.



Conteúdo Recomendado