Reabertura irá continuar mas temos de nos manter “atentos”, diz ministra

A governante sublinhou a “tendência decrescente” que o país tem vindo a registar a nível de novos casos de covid-19, bem como de internamentos e letalidade.

A ministra da Saúde, Marta Temido, afirmou, esta terça-feira, que a situação epidemiológica em Portugal se mantém “estável” e que o desconfinamento irá continuar. No entanto, apelou a que os portugueses se mantenham “atentos”, já que a situação na Europa é “preocupante”.

À saída da reunião com especialistas no Infarmed, em Lisboa, a governante sublinhou a “tendência decrescente” que o país tem vindo a registar a nível de novos casos de covid-19, bem como de internamentos e letalidade. As futuras medidas do Governo dependerão, sobretudo, da “ligação” entre os níveis de transmissão e de incidência do vírus, afirmou.

“Temos de manter o risco efetivo de transmissão e os níveis de incidência em níveis controlados. Se isso não acontecer, corremos o risco de não andar para a frente ou, se estivermos numa fase mais complexa da pandemia, de ter de voltar para trás”, referiu Marta Temido. Por esse motivo, ao mesmo tempo que é necessário “continuar a progredir”, teremos todos de estar “atentos”.


Conteúdo Recomendado