Politécnico da Guarda vai formar profissionais para a indústria automóvel

O Instituto Politécnico da Guarda (IPG) vai ministrar no próximo ano letivo o curso técnico superior profissional (TeSP) de Indústria Automóvel para formar profissionais para as empresas do setor instaladas no concelho, foi hoje anunciado.

O despacho da Direção-Geral do Ensino Superior que autoriza o funcionamento do curso na Escola Superior de Tecnologia e Gestão do IPG, no ano letivo de 2018-2019, foi publicado na segunda-feira em Diário da República.

“Este curso surgiu de contactos com as empresas e de uma reunião havida há cerca de um ano, que contou com os dirigentes das mesmas e com o presidente da Câmara Municipal” da Guarda, Álvaro Amaro, disse hoje à agência Lusa o presidente do IPG, Constantino Rei.

Segundo o responsável, a formação superior que vai ser ministrada na área da indústria automóvel permite colmatar dificuldades sentidas localmente, uma vez que “foi identificada uma necessidade de formação de quadros intermédios, sobretudo orientados para a área dos polímeros”.

“Nessa reunião, ficou definido que a solução mais rápida e eficaz para dar resposta a esta necessidade seria a criação de um TeSP. Nesse contexto, criou-se uma pequena equipa interna que trabalhou a proposta, a qual foi sempre acompanhada e recebeu os contributos das empresas, quer ao nível da estrutura do curso (plano de estudos), quer mesmo ao nível dos conteúdos das disciplinas que integram o mesmo”, contou.

Constantino Rei admite que será difícil “que haja um envolvimento mais profundo das empresas do que o que foi seguido neste caso”, com a criação do TeSP de Indústria Automóvel no IPG.

“Esta é a missão do Politécnico [da Guarda] e queremos que este e outros cursos sirvam também de exemplo para outras áreas, porquanto esta interação potenciará a empregabilidade dos futuros diplomados que, afinal, é o nosso principal objetivo: formar pessoas para o mercado de trabalho”, rematou o responsável.

No despacho do registo de criação do novo curso do IPG, a Direção-Geral do Ensino Superior refere que o mesmo se destina a formar profissionais que possam “identificar e caracterizar os principais materiais utilizados na conceção de componentes para a indústria automóvel, com conhecimentos alargados sobre as principais tecnologias e processos de fabrico e respetivos sistemas de automação e controlo”.

“Colaborar na programação da produção, planear, coordenar e supervisionar as atividades de uma ou mais áreas da produção, tendo em vista a otimização do processo produtivo, de acordo com os procedimentos do sistema integrado de gestão”, são outros dos objetivos.

No concelho da Guarda estão instaladas quatro empresas do setor automóvel: Coficab Portugal – Companhia de Fios e Cabos Lda., ACI – Automotive Compounding Industry, Lda., DURA Automotive Portuguesa, Lda. e SODECIA Powertrain Guarda, S.A.




Conteúdo Recomendado