Politécnico da Guarda recebe 150 estudantes em mobilidade internacional

A sessão de boas-vindas para os estudantes contou com a participação de cerca de uma centena de alunos de Itália, Turquia, Espanha, Lituânia e Brasil.

O Instituto Politécnico da Guarda (IPG) prevê acolher este ano letivo cerca de 150 alunos em mobilidade internacional provenientes de Itália, Turquia, Espanha, Lituânia, Polónia e Brasil, foi hoje anunciado.

“Tínhamos previsto para este ano 100 alunos em mobilidade [internacional], mas vamos ter à volta de 150, incluindo os alunos do segundo semestre”, disse o vice-presidente do IPG, Pedro Cardão, responsável pelas relações internacionais.

O IPG realizou ontem uma sessão de boas-vindas para os estudantes em mobilidade no primeiro semestre do ano letivo, que contou com a participação de cerca de uma centena de alunos de Itália, Turquia, Espanha, Lituânia e Brasil.

Segundo Pedro Cardão, o número de estudantes em mobilidade internacional “tem crescido todos os anos”.

O responsável recordou que a preferência de alunos estrangeiros pelo IPG aumentou com o trabalho de divulgação que tem sido feito nos últimos anos.

“É o resultado da política da instituição que tem apostado na internacionalização”, disse, indicando que aquela instituição de ensino superior do Interior é procurada por “cada vez mais estudantes” de várias partes do mundo.

O vice-presidente do IPG valoriza a presença de estudantes internacionais, admitindo tratar-se de uma mais-valia em termos multiculturais e que contribui para projetar a instituição no estrangeiro.

Para além da mobilidade internacional de estudantes, o IPG também promove mobilidade de professores e de funcionários, indicou.

Os alunos internacionais vão frequentar cursos nas quatro escolas superiores do IPG: de Educação, Comunicação e Desporto, de Tecnologia e Gestão, de Saúde e de Turismo e Hotelaria (Seia).




Conteúdo Recomendado